Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

OxyElite Pro – Análise do Suplemento

OxyElite Pro - Pote
Boa tarde pessoal, muitos me enviaram e-mails perguntando se eu sou contra o uso de suplementos alimentares, já que meus últimos comentários sobre alguns deles não foram positivos. Gostaria de esclarecer, antes de tudo, que eu não sou contra o uso de suplementos. Sou à favor, apenas, de seu uso consciente. O motivo de, ultimamente, eu comentar fatos negativos de alguns suplementos não é minha culpa, mas dos suplementos mais utilizados na atualidade, como Jack3d, naNO Vapor e Lipo 6 Black. Estes medicamentos que se fazem passar por suplementos alimentares são perigosos para a saúde e na maioria das vezes são mau utilizados pelo leigo. Recentemente houve até caso de óbito por uso destes produtos. Desta forma, eu vou continuar a realizar as minhas análises dos produtos que me chamarem a atenção, e citar seus componentes, mecanismo de ação, efeitos colaterais, etc. A bola da vez hoje é o OxyElite Pro.

Como já devem imaginar, OxyElite Pro é outro afamado “suplemento” que entra em nosso país pela porta dos fundos, visto que não tem permissão para ser comercializado legalmente em território nacional. A Anvisa, órgão que regulamenta o comércio de medicamentos e suplementos no Brasil, é muito rigorosa e não libera a venda de produtos sem baseamento científico. Muito menos substâncias perigosas mascaradas como suplementos.

Informações nutricionais do OxyElite Pro
OxyElite Pro contém menos susbtâncias ativas que seus parentes (Jack3d, Lipo 6, etc), sendo apenas seis tipos. Bauhinia purpurea L., Bacopa monnieri, Extrato de Gerânio ?, Cirsium oligophyllum, e Rauvolfia canescens L. e Cafeína. Olhando pelos vários nomes científicos imagina-se que são extratos vegetais e, como muita gente acredita, extratos vegetais não fazem mal à saúde não é verdade? É natural. É aí que muita gente se engana. Vários extratos naturais apresentam efeitos que, acredito, vocês não vão gostar nada de saber. Querem ver?



Bauhinia purpurea L.: é uma planta nativa da China, conhecida também como unha-de-vaca, "orchid tree" e "butterfly tree". Muito utilizada na medicina chinesa como antibacteriana, analgésica, anti-diabética, antiinflamatória, antidiarréica, anticancerígena, nefroprotetora e por regular a atividade de hormônios tireoidianos. Na tireoide, hipoteticamente, seu extrato aumenta a conversão de T4 em T3, que é mais metabolicamente ativo.

Sachê contendo duas cápsulas
Bacopa monnieri: é uma planta comum na medicina tradicional indiana conhecida por melhorar a capacidade cerebral melhorando a transmissão de impulsos nervosos. Possui ação antiinflamatória, antitérmica, sedativa e como agente anti-epiléptico. Sugere-se também que ela afete a produção natural de hormônios da tireoide, estimulando um aumento na produção de T4. Parece que a ideia seria promover um efeito sinergico entre a Bacopa monnieri e a Bauhinia purpurea L. Aumentando a produção de T4 (Bacopa monnieri) e a conversão de T4 em T3 (Bauhinia purpurea L). Lindo isso, mas como disse em outros posts, mexer na função da tireoide sem necessidade clínica não é uma boa ideia.
Outros efeitos adversos encontrados foram: toxicidade hepática grave, problemas gastrointestinais, incluindo a frequência aumentada das fezes, cólicas abdominais e náuseas; boca seca, sede excessiva e aumento da frequência urinária, palpitações cardíacas, e a pior de todas, Bacopa monnieri pode afetar a fertilidade masculina.
 

Extrato de Gerânio: Na verdade, coloquei uma interrogação neste ponto, pois ontem eu fiz uma descoberta que eu não sabia sobre ele. A substância que supostamente é encontrada neste extrato já é nossa velha conhecida aqui no blog. A 1,3-Dimetilamilamina. A descoberta que fiz é que a AHPA (American Herbal Products Association), está solicitando que, à partir de janeiro de 2012, produtos que contenham esta substância não associem ou citem no rótulo como óleo de gerânio ou como qualquer parte da planta gerânio. Uma revisão crítica da literatura científica feita pela AHPA determinou que não há provas credíveis de que o componente 1,3-Dimetilamilamina é encontrado em espécies de gerânio. 1,3-Dimetilamilamina, também conhecida como 1,3-metilexano; metilexanoamina; metilexanamina; metilexamina; 4-metil-2-hexanamina, e 2-amino-4-metilexano, foi uma droga descongestionante nasal sintetizado pelo químico Eli Lilly, em 1971 e conhecida como Forthane. Mais recentemente, tem sido utilizada em diversos suplementos alimentares com a finalidade de perda de peso e musculação. É uma substância semelhante a uma anfetamina leve. O mais assustador é que, seus efeitos colaterais não são bem estudados ou conhecidos, e tem havido ambos os relatórios positivos e negativos sobre seus efeitos. O produto foi proibido no Canadá, que geralmente é mais rigoroso em relação a suplementos que a maioria dos países. No fim de 2010 a diretoria da UEFA citou várias substâncias que estão proibidas aos seus atletas participantes, e a Metilexamina está entre elas.

Cirsium oligophyllum: é uma planta encontrada, principalmente, na África e na Europa e, recentemente, começou a aparecer no mundo dos suplementos nutricionais com a alegação de que seu extrato ajuda a perda de peso. Na literatura científica só existe um artigo. Trata-se de um estudo japonês feito com a Cirsium oligophyllum. O estudo sugere que o extrato seria capaz de reduzir a gordura corporal, especificamente a gordura subcutânea através do aumento de atividade da cafeína, promovendo um efeito lipolítico mais potente. Este efeito seria, em torno de, dez vezes maior. Tudo bem que há estudo dando informações, mas convenhamos, somente um. Ainda é cedo para afirmar com certeza este efeito sinérgico.
Rauvolfia canescens L: também conhecida como Rauvolfia tetraphylla L. Seu extrato é rico em um composto ativo chamado Rauwolscine, que também é conhecida como α-ioimbina e corynanthidine. É um análogo da ioimbina, mas seus efeitos diferem um pouco. Atua como um bloqueador adrenérgico, exercendo um efeito vasodilatador periférico. Para saber os efeitos da ioimbina leia: Lipo 6 Black – Análise do Suplemento.

Rauvolfia não deve ser ingerida por pessoas que sofrem de depressão, ulcerações ou apresentem tumor da glândula adrenal. Além disso, mulheres que estão amamentando ou grávidas devem evitar esta substância, já que pode passar através do leite materno e pode ter efeitos desconhecidos sobre o feto. Os efeitos colaterais da Rauvolfia incluem congestão nasal, depressão, cansaço e disfunção erétil, depressão grave, aumento de apetite e ganho de peso e sonolência. A operação de veículos ou máquinas pesadas deve ser feita com precaução.

Tamanho da cápsula comparada à uma moeda.
Cafeína: A cafeína, chamada quimicamente de 1, 3, 7 trimetilxantina, pertence ao grupo das xantinas. É metabolizada pelo fígado e tem efeitos em vários tecidos, como no Sistema Nervoso Central, musculatura esquelética, cardíaca, lisa brônquica, na função renal e no trato gastrintestinal. Ela induz uma estimulação indireta do sistema nervoso, aumentando a excitação dos motoneurônios, facilitando o recrutamento das unidades motoras dos músculos. Além disso, aumenta a atenção, a concentração, melhora do humor, melhora o tempo de reação, aumenta a liberação de adrenalina e noradrenalina, a mobilização de gorduras e seu uso como energia pelos músculos.

Informações e avisos quanto ao risco de uso deste produto.
Conclusão:  
OxyElite Pro não justifica seu uso. Seus componentes, em sua maioria, não apresentam respaldo científico, a maioria dos estudos encontrados foram feitos em modelos animais, e não foram reproduzidos em humanos. Excluindo a cafeína, nenhuma das substâncias me apresentou garantias reais de que agem na degradação de gordura sem comprometimento da saúde. Assim, não recomendo seu uso. Alimentação adequada, exercícios sérios e disciplina podem promover resultados bem melhores que os esperados pelo uso deste produto.


Referências:
SARKER AB , AKAGI T , TERAMOTO N , NOSE S , YOSHINO T , KONDO E . Bauhinia purpurea (BPA) binding to normal and neoplastic thyroid glands. Pathol Res Pract. 1994 Nov;190(11):1005-11.( http://goo.gl/421vS)
PANDA S , KAR A . Withania somnifera and Bauhinia purpurea in the regulation of circulating thyroid hormone concentrations in female mice. J Ethnopharmacol. 1999 Nov 1;67(2):233-9. (http://goo.gl/xCx6F)

VIJAYAKUMARI, K., SIDDHURAJU, P. AND JANARDHANAN, K. Chemical composition, amino acid content and protein quality of the little-known legume Bauhinia purpurea L. Journal of the Science of Food and Agriculture, 73: 279–286. 1997. (http://goo.gl/uCTsu)

MOHAMED FAWZY RAMADAN, G. SHARANABASAPPA, Y.N. SEETHARAM, M. SESHAGIRI, JOERG-THOMAS MOERSEL, Characterisation of fatty acids and bioactive compounds of kachnar (Bauhinia purpurea L.) seed oil, Food Chemistry, Volume 98, Issue 2, 2006, Pages 359-365, ISSN 0308-8146, 10.1016/j.foodchem.2005.06.018. (http://goo.gl/wtBdf)

B. V. S. LAKSHMI, N. NEELIMA, N. KASTHURI, V. UMARANI, AND M. SUDHAKAR. Protective Effect of Bauhinia purpurea on Gentamicin-induced Nephrotoxicity in Rats. Indian J Pharm Sci. 2009 Sep-Oct; 71(5): 551–554. (http://goo.gl/LBPBf)

Z. A. ZAKARIA, M. S. ROFIEE, L. K. TEH, M. Z. SALLEH, M. R. SULAIMAN AND M. N. SOMCHIT. Bauhinia purpurea leaves’ extracts exhibited in vitro antiproliferative and antioxidant activities. African Journal of Biotechnology Vol. 10(1), pp. 65-74, 3 January, 2011

D. E, KAKALI; CHANDRA, SUSMITA; MISRA, MRIDULA. Assessment of the effect of Bacopa monnieri (L.) Wettst. extract on the labeling of blood elements with technetium-99m and on the morphology of red blood cells. Rev. bras. farmacogn., João Pessoa, v. 19, n. 3, set. 2009. (http://goo.gl/rbPeL)

ROODENRYS S, BOOTH D, BULZOMI S, PHIPPS A, MICALLEF C, SMOKER J. Chronic effects of Brahmi (Bacopa monnieri) on human memory. Neuropsychopharmacology. 2002 Aug;27(2):279-81. (http://goo.gl/ZKEI7)

ALTERNATIVE MEDICINE REVIEW. Therapeutic Effects of Bacopa Monnieri. Thorne Research, Inc. Volume 9, Number 1, 2004. (http://goo.gl/XXyAS)

RICHARD J. BLOOMER, PHD; INNOCENCE C. HARVEY, BS; TYLER M. FARNEY, MS; ZACH W. BELL, BS; AND ROBERT E. CANALE, MS. Effects of 1,3-dimethylamylamine and caffeine alone or in combination on heart rate and blood pressure in healthy men and women. The Physician and Sportsmedicine, Volume: 39 No.3. 2011. (http://goo.gl/y4ka9)

POWELL, D. AHPA board approves trade requirement regarding labeling of 1,3-dimethylamylamine (dmaa) as geranium oil; sports nutrition committee co-chairs appointed. American Herbal Products Association. 2011. (http://goo.gl/EUsQy)

POWELL, D. AHPA Clarifies Its Position on the Science Linking DMAA to Geranium Oil; New Research on DMAA in Geranium Reported. American Herbal Products Association. 2011. (http://goo.gl/k1HjM)

UEFA. Alerta sobre suplementos. UEFA.com, 6 de Dezembro de 2010.(http://goo.gl/5PvG6)

ADoP . Lista de Substâncias e Métodos Proibidos . Autoridade Antidopagem de Portugal . Lisboa, janeiro, 2011. (http://goo.gl/K3RPQ)

MORI S, SATOU M, KANAZAWA S, YOSHIZUKA N, HASE T, TOKIMITSU I, TAKEMA Y, NISHIZAWA Y, YADA T. Body fat mass reduction and up-regulation of uncoupling protein by novel lipolysis-promoting plant extract. Int J Biol Sci. 2009;5(4):311-8. Epub 2009 Apr 28. (http://goo.gl/8HA6q)

LEVY, B. KOELLE, G. B. The cardiovascular and respiratory actions of rauwolscine. American Society for Pharmacology and Experimental Therapeutics, April 3, 1958.

PERRYA, B. D. U'PRICHARDA, D. C. [3H]rauwolscine (α-yohimbine): A specific antagonist radioligand for brain α2-adrenergic receptors. European Journal of Pharmacology Volume 76, Issue 4, 17 December 1981, Pages 461-464. (http://goo.gl/EzARP)

USDA. Plants profile: rauvolfia tetraphylla l. Plants.usda.gov em: http://goo.gl/IR5rJ

GOLDBERG MR, ROBERTSON D. Yohimbine: a pharmacological probe for study of the alpha 2-adrenoreceptor. Pharmacol Rev. 1983 Sep;35(3):143-80. (http://goo.gl/rPe8M)

SILVEIRA, L. R. ALVES, A. A. DENADAI, B. S. Effect of incresed caffeine-induced lipolysis on performance and glucose metabolism during intermittent exercise . R. bras. Ci. e Mov.
Brasília v. 12 n. 3 p. 21-26 set 2004 . (http://goo.gl/HnwBu)

BRAGA , L. C. ALVES , M. P. Caffeine as an ergogenic aid for endurance exercises . Rev. Bras. Ciên. e Mov. Brasília v.8 n. 3 p. 33-37 junho 2000 . (http://goo.gl/Zk30d)

ALTERMANN, A. M. DIAS, C. S. LUIZ, M. L. NAVARRO , F. A influência da cafeína como recurso ergogênico no exercício físico: sua ação e efeitos colaterais . Rev. Bras. Nut. Esp., São Paulo v. 2, n. 10, p. 225-239, Julho/Agosto, 2008 . (http://goo.gl/8PIrm)

7 comentários:

Zero comentários? Ta de sacanagem neh? A melhor matéria sobre o oxyelite pro que já li. Você ta de parabéns pelo trabalho com método e teor cientifico! Valeu aí!

Realmente você esta de parabéns. Seu comentário tem um embasamento cientifico fantástico. Pena que só alcance alguns, pelo fato dessa preocupação desenfreada pela beleza e estética. Poucos se importam com o que acontece a nível intra, ou seja, a causa descomprometida pelo uso do que pouco conhecemos. Enfim, o alerta foi dado! Mais uma vez parabéns.

Eu estava pensando em comprar mas dps dessa reportagem desisti! Ja sofro de ansiedade e sudorose exagerada, imagina o que Poderia acontecer comigo?? haha muito obrigada!

Eu tomei oxyelite e realmente emagreci,mas tive uma dor nos rins horrivel,não posso culpar o oxyelite más tenho quase certeza que tem haver com o uso dele.eu fiquei enternada e quase "morri"de dores.

Faço dieta e pratico aeróbicos, o uso do Oxyelite trouxe ótimos resultados. Recomendo.

Estou fazendo o uso do Oxyelite há uns 2 meses, mas tenho falhado muito, só tomo no dia que vou a academia, 3x semana. Acontece que sinto várias coisas que me incomodam, e hj, em especial, e por isso que procurei ler sobre, tomei as 9h da manhã, como de costume, tomei café da manhã meia hora depois, como orienta o rótulo, e mais ou menos 40 min após ter tomado a cápsula começo a sentir calafrios e calor ao mesmo tempo e euforia e minha face fica ruborizada por umas 3 a 4 horas. No meio da tarde começo a sentir uma leve tristeza que permanece até a hora que vou dormir, e tbem fico com uma dor no corpo todo, aquela dor que sentimos qdo estamos com febre e tbem sinto uma dor no tórax, bem abaixo dos seios, de um lado ao outro e tbem passo o dia arrotando (desculpem), mas é isso que tem acontecido! Hj estou tentada a desistir e parar de tomar esse "suplemento". Hj em especial estou sentindo fortes dores nas têmporas. Aiai! Decidido! Não tomo mais, não vale a pena!

Nossa tenho que respeitar a opniao por se tratar de uma matéria tão completa, mas nao significa que eu concorde e aceite. O oxyelite me trouxe resultados surpreendentes, claro que nada faz milagre se vc cruzar os braços e esperar o abs tanquinho aparecer do dia pra noite mas ele realmente faz acontecer se for dedicado trazendo um resultado meses a frente d somente aeróbico e seus efeitos assim como qualquer thermogenico, pre treino e etc varia de pessoa para pessoa pois cada um tem um organismo diferente. Segue a dica, nao se pautem em apenas uma matéria, pesquisem, pesquisem e quando acharem que ja leram de tudo pesquisem um pouco mais. Abraços

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More